Pela primeira vez, Paraná pode ficar fora do Playoff da Stock Car

Até agora, apenas Rodrigo Sperafico, que neste ano está fora da Copa Nextel, e Alceu Feldmann conseguiram o feito de representar o Paraná nas corridas decisivas. Em 2006, os dois entraram na briga. No ano seguinte, apenas Sperafico participou da disputa, erguendo a taça de vice-campeão. Em 2008, foi a vez de Feldmann assegurar vaga no playoff e terminar o ano como o melhor representante do estado – que possui o segundo maior contingente de pilotos na categoria (dez representantes nesta temporada).

Mas agora, o Paraná pode pela primeira vez ficar de fora da Super Final. Neste domingo, 4 de outubro, acontece em Campo Grande (MS) a oitava e derradeira etapa da primeira fase. Nada menos que 17 pilotos entram em ação para decidir as sete vagas restantes – Cacá Bueno, Marcos Gomes e Valdeno Brito já estão garantidos. Ricardo Maurício, que tem 63 pontos, Max Wilson (62), Átila Abreu (59) e Daniel Serra (58) estão quase lá.

A partir daí, a briga pelas três últimas vagas envolve outros 13 pilotos. Entre os paranaenses, Ricardo Sperafico (15º), Lico Kaesemodel (18º) e Alceu Feldmann (20º) ainda alimentam esperanças. Porém, a missão deles é praticamente impossível. O representante do estado mais bem colocado (Ricardo Sperafico) precisa subir no pódio e torcer por fracassos dos oponentes que estão a sua frente na tabela para ficar com a vaga. Um, pelo menos, já está fora da corrida: Antônio Pizzonia, que disputará a etapa da Fórmula Superleague, em Monza, na Itália.

Kaesemodel e Feldmann têm chances ainda mais remotas. Além de terem que vencer, feito inédito para ambos na categoria, também precisam “secar” todos os adversários. Último da lista de pilotos com chance de entrar no playoff, Feldmann é cético. “A combinação de resultados que preciso para conseguir a classificação é mais improvável que ganhar na Mega Sena duas vezes consecutivas”, brinca.

Mesmo assim, ele entra em ação nesta sexta (3) para buscar um bom resultado numa das pistas favoritas dele. “Nesse circuito consegui bons resultados, como um segundo lugar em 2002 e um quarto lugar em 2006. Me sinto bem nesse circuito e farei de tudo para voltar a andar na frente, mesmo sem pretensão de entrar no playoff”, argumenta o paranaense, que no ano passado cruzou a linha de chegada em sétimo.

Os treinos livres para a etapa de Campo Grande começam na sexta-feira. No sábado será realizado o treino classificatório que define o grid de largada. A corrida será às 11 horas de domingo, com transmissão ao vivo da Rede Globo.

CLASSIFICAÇÃO DO CAMPEONATO (20 primeiros)
1 – Cacá Bueno, 114 pontos (classificado)
2 – Marcos Gomes, 77 (classificado)
3 – Valdeno Brito, 66 (classificado)
4 – Ricardo Maurício, 63
5 – Max Wilson, 62
6 – Átila Abreu, 59
7 – Daniel Serra, 58
8 – Luciano Burti e Antonio Pizzonia, 51
10 – Allam Khodair, 44
11 – Thiago Camilo e Xandinho Negrão, 43
13 – Antonio Jorge Neto, 42
14 – Paulo Salustiano, 38
15 – Ricardo Sperafico, 32
16 – Giuliano Losacco, 26
17 – Nonô Figueiredo, 24
18 – Lico Kaesemodel, 22
19 – Duda Pamplona, 18
20 – Alceu Feldmann, 17

Claudio Stringari

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest