Yann Cunha luta pela liderança do campeonato em Campo Grande

O final da Copa do Mundo de Futebol marca, também, a retomada da maior parte das competições esportivas do Brasil, incluindo o automobilismo. No próximo final de semana (16 a 18/7), ao menos duas grandes competições voltam à ativa. É o caso do GT Brasil, que corre no Rio de Janeiro, e da Fórmula 3 Sul-Americana, que terá seu desafio no Autódromo Orlando Moura, em Campo Grande (MS).

Na capital sul-mato-grossense a categoria continental disputa sua terceira rodada do ano. Mais uma vez, os pilotos e equipes terão desafio triplo, já que a programação do final de semana prevê três corridas: uma no sábado e duas no domingo. Mas o trabalho extra pode significar, também, pontos importantes no campeonato. Afinal, são 75 em jogo somente em Campo Grande.

“As provas deste fim de semana são uma das mais importantes do calendário. Esta pista é usada por praticamente todas as equipes na pré-temporada, então a disputa é muito equilibrada”, destaca o brasiliense Yann Cunha, vice-líder da competição. Ele retoma o campeonato depois da experiência de testar um carro da Fórmula 3 Inglesa no período de recesso do torneio sul-americano.

Depois de seis corridas já disputadas, Yann Cunha aposta no desenvolvimento do trabalho junto com a equipe Bassan Motorsport para brigar por vitórias em Campo Grande. “Estamos prontos para vencer. A equipe tem feito um trabalho fantástico e a cada corrida estamos mais entrosados, e isso conta muito a favor”, aponta o piloto.

O Autódromo Orlando Moura é palco de provas das principais categorias do Brasil, como a Stock Car e a Fórmula Truck. O circuito com 3.433 metros de extensão oferece, além de um traçado seletivo, uma das maiores retas do pais com 960 metros. Uma de suas principais características, é a exigência de uma pilotagem atenciosa, já que a pista costuma acumular muita sujeira fora do traçado ideal.

“As corridas em Campo Grande costumam ser muito interessantes, porque o piloto deve ser muito preciso no momento de uma ultrapassagem, por exemplo. Fora da linha de traçado, a pista é traiçoeira. E qualquer erro pode te jogar para a área de escape”, lembra Yann, que subiu ao pódio em Campo Grande na temporada passada, quando fazia sua estreia na Fórmula 3 Sul-Americana.

“Quando estive em Campo Grande no ano passado, o objetivo era aprender o máximo possível, e terminei com um grande resultado. Agora a meta é me aproximar do líder do campeonato e, quem sabe, até sair de Campo Grande com essa primeira posição”, completa Yann.

Na classificação da temporada 2010, Yann Cunha soma 76 pontos. São 32 a menos que o líder, o paulista Bruno Andrade da equipe Cesário Fórmula. O terceiro colocado também é brasiliense: Lucas Foresti, com 68 pontos. Na sequência aparecem Nilton Molina (67), Leonardo de Souza e Lú Boesel, que dividem a quinta colocação com 57 pontos cada.

Os treinos para a etapa de Campo Grande da Fórmula 3 Sul-Americana começam na sexta-feira com duas sessões livres e a definição do grid para a primeira e a terceira corridas do final de semana. Confira a programação (horários locais; considerar uma hora a mais para Brasília):

Sexta-feira – 16/7 10h às 10h45 – 1º treino livre 12h45 às 13h20 – 2º treino livre 15h30 às 16h – Treino classificatório – 7ª e 9ª etapas do campeonato

Sábado – 17/7 11h40 – Largada – 7ª etapa (25 voltas ou 35 minutos) 15h10 – Largada – 8ª etapa (grid formado pelo resultado da prova anterior com os oito primeiros invertidos/25 voltas ou 35 minutos)

Domingo – 18/7 13h45 – Largada – 9ª etapa (25 voltas ou 35 minutos)

Inova Comunicação – Rafael Durante

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest