Solidariedade marca a disputa nos caminhões

Um episódio envolvendo a briga pela vitória na categoria caminhões mostrou que no Rally Internacional dos Sertões a amizade se sobrepõe à competitividade. Marcos Cassol (Ford) e André Azevedo (Mercedes) protagonizaram nesta quinta-feira (19), durante disputa da nona etapa, um dos episódios mais belos desta 18ª edição, que termina nesta sexta-feira (20), em Fortaleza (CE), depois de percorrer 4.486 km, em seis estados brasileiros.

Marcos Cassol, atual líder da categoria caminhões no acumulado de tempos, mantinha um bom ritmo durante o percurso. Entretanto, quando parecia que ele consolidaria mais uma vitória, que o deixaria em uma situação ainda mais confortável na briga pelo título, o caminhão atolou em um banco de areia, na reta final da especial. André Azevedo, que largou quatro minutos depois do adversário, não hesitou a parou para dar uma assistência ao concorrente. “Eu vi o Marcos atolado e resolvi ajudar. Foi só rebocá-lo para trás. O que fiz foi muito simples”, afirmou o piloto, que venceu com o tempo de 03h15min25s0, contra 03h22min38s0de Marcos Cassol, que graças à preciosa ajuda, conseguiu chegar em segundo.

“Foi uma atitude de homem e de ‘ralizeiro’. E o Sertões é isso”, afirmou Cassol. Azevedo também concorda que esse é o verdadeiro espírito da segunda maior competição do off-road mundial. “Somos concorrentes diretos pelo título, mas tenho certeza que o Marcos faria o mesmo por mim”.

Para Azevedo, a etapa de hoje, que ligou Teresina (PI) a Sobral (CE) foi um pouco nostálgica. “Lembrei muito do Paris-Dakar, da época que a prova ainda era disputada na África. O trecho lembrou muito a região de savana, entre o Mali e a Mauritânia. Gostei muito”, afirmou. Cassol também elogiou o percurso. “Hoje foi um dia muito legal, a especial foi muito completa. Foi a etapa mais legal do Sertões este ano. Foi bem mista, com muita pedra, areia. Temos que dar parabéns à Dunas (organizadora do evento) pela especial tão legal, que superou a do Jalapão”, elogiou Marcos Cassol, que afirmou que manterá uma estratégia conservadora para conseguir o título da categoria. “Amanhã a estratégia é passear ainda mais, pois temos que entregar o caminhão inteiro no parque fechado em Fortaleza”, finalizou. A especial de amanhã terá 390 km, dos quais 107 km de disputa contra o relógio.

A especial dos caminhões teve o percurso de 195 km, contra 245 km das demais categorias. A redução do trajeto já estava prevista pela organização para evitar que os competidores passassem pela Serra do Ubajara (CE), uma Área de Preservação Ambiental (APA). Veículos grandes são proibidos de acessar o local.

Informações do Posto Médico: Nesta quinta-feira (19), a equipe médica do Rally Internacional dos Sertões voltou a entrar em ação, mas nenhum dos competidores atendidos foi vetado para a sequência da prova.

10º dia (20/08, sexta-feira) – Sobral (CE) – Fortaleza (CE) Deslocamento Inicial: 43 km Total da Especial: 107 km Deslocamento Final: 240 km Total: 390 km

Confira o resultado extra-oficial da especial Teresina (PI) – Sobral (CE): 1º – André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto (Mercedes Benz Atego) – 03h15min25s0 2º – Vanderlei Cassol/Lelio Carneiro/Henrique Oliveira (Ford F4000) – 03h22min38s0 3º – Guido Salvini/Weidner Moreira/Fernando Chwaigert (Mercedes Benz Atego 1725) – 03h26min35s0 4º – Kenner Santos Garcia/Ronie Von Silva (Ford F250) – 03h28min17s0 5º – Felicio Bragante/Ricardo Costa/Nelson Corder (Ford F4000) – 03h31min50s0 6º – Marcos Cassol/Rodrigo Mello/Davi Fonseca (Ford F4000) – 03h32min10s0 7º – Ulysses Marinzeck/Cesar Botas/Adriano Silva (Ford Cargo 1722) – 03h33min40s0 8º – Luciana Bragante/Roberlena Moraes/Carla Martin (Ford F4000) – 04h30min00s0

Veja o acumulado geral dos caminhões 1º – Marcos Cassol/Rodrigo Mello/Davi Fonseca (Ford F4000) – 26h01min04s5 2º – Vanderlei Cassol/Lelio Carneiro/Henrique Oliveira (Ford F4000) – 28h33min549s4 3º – Felicio Bragante/Ricardo Costa/Nelson Corder (Ford F4000) – 29h18min22s7 4º – Ulysses Marinzeck/Cesar Botas/Adriano Silva (Ford Cargo 1722) – 30h43min29s8 5º – André Azevedo/Maykel Justo/Ronaldo Pinto (Mercedes Benz Atego) – 30h59min23s8 6º – Kenner Santos Garcia/Ronie Von Silva (Ford F250) – 31h11min03s5 7º – Guido Salvini/Weidner Moreira/Fernando Chwaigert (Mercedes Benz Atego 1725) – 32h00min21s1 8º – Luciana Bragante/Roberlena Moraes/Carla Martin (Ford F4000) – 35h15min10s3

Com patrocínio de Petrobras, Gillette Desodorantes e Camargo Corrêa, a 18ª edição do Rally dos Sertões conta com o apoio dos Estados de Goiás, Tocantins e Ceará e do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

ReUnion Press

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest