Casagrande promete lutar pelo título da Copa São Paulo até a última volta

Nada deu certo para o paranaense Gabriel Casagrande, da equipe Quake 2/Rede Oeste de Consórcios/Tibola Competições, no último sábado, quando disputou a categoria Júnior na nona e penúltima etapa da Copa São Paulo de Kart, no Kartódromo da Granja Viana, em Cotia, na grande São Paulo. A prova foi válida pela segunda etapa do playoff decisivo.

Gabriel se confessa surpreso com o rendimento de seu kart no dia da prova. Entrou na pista como líder do campeonato e só conseguiu o terceiro lugar e teve que assistir Olin Galli, com quem duela pelo título, vencer a prova e se isolar na liderança do campeonato. Olin passa a somar 270 pontos, ao passo que Gabriel fica com 261. “Foi uma corrida ruim. Na sexta-feira o kart estava excelente, tanto que fui o mais rápido dos treinos livres. No sábado, nada funcionou. O motor apresentou fraca potência, o chassi não estava bem acertado. Tentamos várias variações de acertos, mas nada funcionou. Só foi possível alcançar a terceira posição no grid de largada. Na corrida, o drama continuou e tive que suar muito para defender o terceiro lugar, chegando a receber uma advertência da direção de prova. Foi um pesadelo”, fala Gabriel Casagrande.

Mas a esperança é a última que morre e Gabriel promete lutar pelo título até a última volta. Será uma tarefa difícil porque ele chega a última prova com uma diferença de nove pontos para o carioca Olin Galli. “Vou ser agressivo na prova de encerramento do campeonato. Será difícil. Estarão em disputa 25 pontos e o Olin só precisa do terceiro lugar para ser campeão. Corrida só termina na bandeirada quadriculada. Preciso fazer a minha parte, vencer a corrida. O resto será Deus que irá decidir”, acentua Gabriel.

Classificação da Copa São Paulo após a 1ª etapa do playoff

1º) Olin Galli, com 270 pontos

2º) Gabriel Casagrande, 261

3º) Gustavo Myasava, 241

4º) Thiago Vivacqua, 230

5º) Sérgio Serrano, 222

6º) Pedro Coutinho, 214

7º) Guilherme Samaia, 210

8º) Flávio Matheus, 208

9º) Diego Aviles, 207

10º) João Felix, 206

11º) Gabriel Kenji, 48

12º) Eurico Tavares, 44

13º) Matheus Colleta, 40

14º) Andreas Visnardi, 31

        Jeferson Pereira, 31

16º) Alexandre Palhari, 20

17º) Breno Borges, 18

18º) Luiz Felipe, 15

19º) Caique Sousa, com 7 pontos

Crédito da foto: Orlei Silva/Divulgação Jornalista Responsável: Luiz Aparecido da Silva

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest