Itaipava Racing Team marca pontos com os dois carros em Santa Cruz do Sul

O fim de semana de constante evolução da Itaipava Racing Team terminou com chances de vitória na antepenúltima etapa da temporada da Stock Car, disputada neste domingo (24), em Santa Cruz do Sul (RS). Luciano Burti chegou a liderar a corrida, tinha a primeira posição cinco voltas antes do encerramento da prova, mas precisou fazer uma nova passagem pelos boxes como punição por ter sido chamado para o pit stop obrigatório antes da sinalização de box aberto, mostrada aos pilotos pela direção de prova na reta principal – ele entrou no momento da abertura, mas sem passar pela placa.

No total, doze pilotos receberam a punição, mas o tempo perdido não impediu a conquista de dois bons resultados para a Itaipava Racing Team. Luciano Burti ainda terminou em quinto lugar e David Muffato, também punido, foi o 11º. A vitória ficou com Allam Khodair, da Blau Full Time. “Foi a minha melhor corrida no ano, falando de como eu vi as coisas de dentro do carro, com disputas o tempo todo. Fui duro, mas ao mesmo tempo sempre limpo, então foi emocionante do começo ao fim”, comentou Luciano Burti, que havia largado em 16º.

“Sobre a punição, acho que a direção de prova estava certa. Houve um erro de comunicação, as coisas estavam um pouco confusas e eu não consegui ver de dentro do carro se já havia passado pela placa, a equipe também não. Com isso, decidimos arriscar, entramos no momento errado e tive que cumprir a punição quando liderava, mas isso faz parte”, acrescentou o piloto da Itaipava Racing Team. “O que me deixa mais feliz é ver que conseguimos este resultado muito em função da nossa performance, não foi nada caindo no colo, isso é muito importante”.

Luciano Burti elogiou bastante o trabalho feito pela equipe ao longo do fim de semana. “O carro estava muito ruim nos treinos livres, melhorou bastante para ontem e hoje ainda mais. Encontramos um caminho e conseguimos nos recuperar um pouco. Foi positivo até pensando na próxima etapa, porque conseguimos poupar pneus”, concluiu. A evolução ficou comprovada também na corrida de recuperação de David Muffato, que saiu de 28º para chegar em 11º. “Foi uma corrida muito boa para nós e foi importante marcar pontos, para mim e para a equipe”, afirmou David Muffato.

“O carro estava bem equilibrado na primeira parte da corrida, mas fizemos uma mudança no pit stop e o rendimento não foi mais o mesmo, ficou mais difícil de guiar, mais traseiro. Não fosse isso, talvez desse até para pensar em algo ainda melhor”, contou. “Perdemos tempo em função da punição, mas era uma situação em que precisávamos entrar. Assim que recebemos a informação de box aberto, entramos juntos, eu e o Luciano. Mas no fim acabou dando certo”, acrescentou David Muffato. A próxima etapa da temporada será disputada no dia 21 de novembro, em Brasília (DF). A liderança do campeonato está nas mãos de Ricardo Maurício, da Eurofarma RC.

O RESULTADO FINAL EM SANTA CRUZ DO SUL 1º – Allam Khodair – 32 voltas em 47min41s727 (Peugeot) 2º – Valdeno Brito – a 9s218 (Chevrolet) 3º – Ricardo Mauricio – a 9s669 (Chevrolet) 4º – Átila Abreu – a 10s021 (Chevrolet) 5º – Luciano Burti – a 10s519 (Peugeot) 6º – Felipe Maluhy – a 10s713 (Chevrolet) 7º – Xandinho Negrão – a 10s981 (Chevrolet) 8º – Max Wilson – a 11s781 (Chevrolet) 9º – Alceu Feldmann – a 11s971 (Peugeot) 10º – Popó Bueno – a 12s220 (Chevrolet) 11º – David Muffato – a 15s203 (Peugeot) 12º – Cacá Bueno – a 15s567 (Peugeot) 13º – Duda Pamplona – a 18s533 (Chevrolet) 14º – Diego Nunes – a 19s217 (Peugeot) 15º – Thiago Marques – a 22s168 (Chevrolet) 16º – Julio Campos – a 27s989 (Peugeot) 17º – Giuliano Losacco – a 28s574 (Peugeot) 18º – Antonio Pizzonia – a 34s017 (Chevrolet) 19º – Juliano Moro – a 42s621 (Peugeot) 20º – Pedro Gomes – a 43s824 (Chevrolet) 21º – Betinho Gresse – a 56s199 (Chevrolet) 22º – Marcos Gomes – a 2 voltas (Peugeot) 23º – Daniel Serra – a 3 voltas (Peugeot)

TIAGO MENDONÇA

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest