Tudo pronto para o II Rally das Serras

A segunda edição do Rally das Serras começa oficialmente nesta sexta-feira, dia 12, com a abertura do Parque de Apoio no Parque Nacional da Maçã, em São Joaquim, na Serra Catarinense. Alguns dos principais nomes do rali cross country nacional nas categorias Carros, Caminhões, Motos e Quadriciclos estarão participando do evento, até o dia 15 de novembro, enfrentando as trilhas da região. Serão cerca de 270 quilômetros de percurso, que colocará em teste a habilidade de pilotos e navegadores.

A programação oficial continua no sábado, quando serão realizadas as vistorias de motos e quadris, além da Largada Promocional de ambas no Centro da cidade. As provas começam no domingo, dia 13, com motos e quadris a partir das 10h, na Coxilha Rica. O dia também será das vistorias de carros e caminhões, briefing para todas as categorias, Largada Promocional (18h) e Prólogo Noturno (20h30) para todas as categorias.

Na segunda-feira, dia 15 de novembro, feriado da Proclamação da República, será a largada simultânea de todas as categorias às 9h, no Parque Nacional de Maçã. Um pouco mais tarde, às 10h, começam as especiais, sendo que motos e quadris largarão em Lava Tudo, enquanto carros e caminhões sairão de Coxilha Rica. A cerimônia de premiação está prevista para as 13h30, também no Parque Nacional da Maçã.

O II Rally das Serras terá 270 quilômetros de percurso, e passará pela região de Coxilha Rica, que engloba as cidades de São Joaquim, Painel, Lages e Vacaria, com uma diversidade enorme de terrenos e desafios, como acontece no Deserto do Jalapão, no estado de Tocantins. O trecho foi assim dividido: 50 km de deslocamento até a especial, 188 de trechos cronometrados, e 32 km de radar. Haverá ainda um abastecimento para todos no quilômetro 100 da especial, no vilarejo de Bentinho. A base será montada no Parque Nacional da Maçã, em São Joaquim, que já se prepara para receber o II Rally das Serras.

A segurança é um dos fortes da competição. O desenho da prova já favorece, pois estará a cerca de 30 quilômetros do asfalto. Isso possibilitará, caso seja necessário, o pronto atendimento aos pilotos e navegadores em qualquer situação. Além disso, todos utilizarão o sistema de localização Spot, o mesmo usado no Dakar e no Rally dos Sertões, que poderão ser acionados em caso de qualquer momento. A organização contará com 150 pessoas em seu staff, distribuídas pelas mais diversas funções, e a prova terá à disposição um grande esquema de ambulâncias em todas as cidades que fazem parte do percurso e uma UTI em São Joaquim.

Carros e Caminhões

Chegando ao término da temporada, o Campeonato Brasileiro de Rally Cross Country de Velocidade 2010 apresenta uma de suas mais fortes disputas. Isso mostra a força da modalidade e faz com que a prova catarinense seja muito importante na definição dos campeões deste ano. A pequena diferença entre os primeiros colocados mostra isso, e um bom exemplo é a categoria Protótipo T1. Jean Azevedo e Emerson Cavassin lideram com 90 pontos, contra 72 de Marcos Moraes e Carlos Eduardo Sachs. Em terceiro lugar aparecem Roberto Reijers e Rogério Almeida, atuais campeões do Rally das Serras, com 54 pontos.

Na Super Production, Reinaldo Varela lidera entre os pilotos, com 83 pontos, seguido por Luis Facco, com 76, e Regis Braga Maia, com 72. Entre os navegadores, Silvio Deusdara está na frente, com 66 pontos, enquanto Vinícius de Castro aparece em segundo, com 54, e Eduardo Bampi em terceiro, com 53. Já na Production T2, o piloto mais bem colocado é Ivan Terem, com 47 pontos, vindo em seguida Sven Fischer e Marcos Kffuri, ambos com 46 pontos. João Luis Stal é o melhor navegador, com 46 pontos, o mesmo de Rodrigo Czech. Doris van Hees aparece em terceiro, com 39 pontos.

Na Pró-Etanol, que correrá a sétima etapa, a liderança é da duplas Klever Kolberg/Flávio França, com 30 pontos. A segunda posição está com a dupla Luis Eduardo Stédile/Armando Miranda, com 20 pontos, enquanto Luis Carlos Nacif/Humberto Ribeiro aparece em terceiro lugar, com 16 pontos.

Entre os caminhões, a briga acontece em duas categorias. Na Caminhões Leves, a classificação apresenta o piloto Amable Barrasa em primeiro, com 70 pontos, seguido por Felício Bragante, com 45, e Marcos Cassol, com 40. Entre os navegadores, Marcos Macedo lidera, com 41, enquanto Rodrigo Mello aparece em segundo, com 40, e Ricardo Costa em terceiro, com 29. Na luta entre os segundos navegadores, a melhor posição é de Raphael Bettoni, com 70 pontos, vindo depois Davi Oliveira, com 40, e Nelson Júnior, com 29.

Na Caminhões Pesados a ponta está com o trio Guido Salvini Neto/Weidner Moreira/Fernando Chwaigert, com 75 pontos. Em segundo entre os pilotos está André Azevedo, com 68, e em terceiro Ulysses Marinzeck, com 20. Maykel Vilarta é o vice-líder entre os primeiros navegadores, com 68, enquanto Cesar Botas está em terceiro, com 20. Ronaldo Pinto é o vice entre os segundos navegadores, com 26 pontos, vindo depois Adriano da Silva, com 20.

Motos e Quads

A temporada 2010 do Brasileiro de Cross Country chega ao seu final em São Joaquim. Estarão em jogo os títulos nas categorias Super Production, Sport, Production e Rally Brasil, entre as motos, e Quad Extreme e Quad 450, entre os quadriciclos. Como a maioria delas apresenta grande equilíbrio, a expectativa é de uma etapa emocionante.

José Hélio Filho é o líder da Super Production. O piloto paulista soma 116 pontos, seguido de perto por Tiago Fantozzi, com 100, e Deni do Nascimento, com 89. Já na Production, a primeira colocação é de Dário de Souza, de Minas Gerais, com 94 pontos. Em seguida vêm Arndt Budweg, com 85, e Felipe Zanol, com 72. Na briga pela ponta na Sport, Ramon Sacilotti, de São Paulo, aparece em primeiro, com 105 pontos, vindo depois Fabrício Bianchini, também de São Paulo, com 83, e Sérgio Klaumann, de Santa Catarina, com 72. Dautim Cimetta, de Minas, com 75 pontos, e os potiguares João Alfredo, com 50, e Leonardo Martin, com 44, são os três mais bem colocados na categoria Rally Brasil.

Na briga dos quadriciclos, os líderes estão com um pouco mais de folga. Na Quad Extreme, André Suguita lidera com 120 pontos, enquanto Francinei Costa aparece em segundo lugar, com 98, e Heronaldo Segundo está em terceiro, com 85. Na Quadra 450, a ponta é de Rodrigo Varela, com 135 pontos, seguido pelo cearense Tom Rosa, com 119, e o maranhense Marcelo Medeiros, com 58.

O Convention & Visitors Bureau apresenta o Rally das Serras/Copa Baja Santa Catarina, com realização da Racing Adventure e São Joaquim Eventos Radicais, organização da Federação de Automobilismo do Estado de Santa Catarina e Federação de Motociclismo Catarinense, e supervisão da Confederação Brasileira de Automobilismo e Confederação Brasileira de Motociclismo. O patrocínio é do Governo do Estado de Santa Catarina, com apoio das prefeituras de São Joaquim, Lajes, Urupema e Painel.

Consultoria de Comunicação do Rally das Serras SC: MBraga Comunicação Marcelo Eduardo Braga

Deixe uma resposta

Pin It on Pinterest