Equipe Mitsubishi Petrobras sobe mais três posições e se aproxima do top 10 no Dakar

Guiga Spinelli e Youssef Haddad completaram, nesta segunda-feira, a 8ª
etapa do Rally Dakar, prova que marcou a chegada da competição ao
Chile, país que abriga o restante da competição. A dupla marcou o 11º
tempo na etapa, resultado que a fez subir três posições. Agora, os
brasileiros estão em 11º na classificação geral.

“Foi uma etapa bastante rápida, com alguns trechos mais travados, com
muitas pedras e terreno com piso fofo aonde não se consegue ganhar
muita velocidade. Viemos bem e conseguimos fazer mais um dia limpo e
sem imprevistos. Seguiremos com essa estratégia e buscaremos cada vez
melhores resultados”, conta Guiga.

Durante o dia, a dupla fez a travessia da Cordilheira dos Andes,
ultrapassando os 4500 metros de altitude. “Acordamos cedo e
percorremos um longo caminho para atravessar os Andes. Os trechos
cronometrados não foram tão altos, mas durante o deslocamento, ficamos
alguns minutos a 4800 metros do nível do mar”, completa o piloto.

Mesmo com trechos montanhosos durante parte do dia, o percurso teve
vários quilômetros no deserto. “Foi um bom dia de deserto, com
mudanças de direção e muita navegação. Foi uma mescla de trechos
rápidos e trechos fora de pista lentos. Errar nesse tipo de situação é
bastante comum, mas completamos a prova sem surpresas”, comenta
Youssef.

Em certo ponto da especial, devido aos fortes ventos da região, não
foi possível enxergar a estrada no meio da areia, fazendo com que a
dupla usasse um recurso muito comum em ralis, a navegação por Cap.
“Cap é a marcação de grau que encontramos na bússola. Em algumas
situações, a planilha informa em que grau devemos seguir. Basta
alinhar o carro na direção informada e ficar atento a outras
referências da planilha”, explica o navegador.

Primeira etapa no Chile
Em Iquique, a Equipe Mitsubishi Petrobras chegará ao ponto mais ao
norte do Dakar, onde encontrará as dunas do Deserto do Atacama pela
primeira vez, em um trecho de quase 450 km. “Enfrentaremos uma etapa
que começa com piso firme no deserto do Atacama e termina com vários
quilômetros de dunas. O ponto alto da prova é a chegada em Iquique,
onde descemos uma duna gigantesca. É uma das imagens mais marcantes do
Dakar”, afirma Youssef.

9ª Etapa – 14 de janeiro
Calama – Iquique (CHL)
Deslocamento: 29 km
Especial: 422 km
Total: 451 km

As imagens de todas as provas e também o depoimento das duplas de
nossa equipe estão em nossa página no YouTube:
www.youtube.com/eqpmitsubishibr. Acesse e confira as informações que
estão livres para uso.

Resultados – 8ª etapa – 13/1*
1) Nasser Al-Attiyah/ Lucas Cruz (QAT) – 2h32m57s
2) Stephane Peterhansel/Jean Paul Cottret (FRA) – 2h34min9s
3) Carlos Sainz/Timo Gottschalk (ESP) – 2h35m36s
4) Orlando Terranova/ Paulo Fiuza (ARG) – 2h39min37s
5) Krzysztof Holowczyc/Konstantin Zhiltsov (POL) – 2h30min46s
11) Guilherme Spinelli / Youssef Haddad – 2h50min6s

Classificação geral – Rally Dakar 2014*
1) Nani Roma /Michel Périn (ESP)-29h46m8s
2) Stephane Peterhansel/Jean Paul Cottret (FRA) – 30h9min54s
3) Giniel De Villiers/Dirk Von Zitzewitz (ZAF) – 30h34min33s
4) Orlando Terranova/ Paulo Fiuza (ARG) – 30h38min3s
5) Nasser Al-Attiyah/ Lucas Cruz (QUA) – 30h55m13s
11) Guilherme Spinelli / Youssef Haddad – 33h51min24s

Equipe Mitsubishi Petrobras
Acompanhe de perto todas as novidades da Equipe Mitsubishi Petrobras
com Guilherme Spinelli e Youssef Haddad no Rally Dakar:

Vinicius Branca / Mitsubishi

Assessoria de Imprensa
Fernando Solano (acompanhando o Rally Dakar)

Pin It on Pinterest