Temos que acreditar em nós para fazer uma ótima prova, diz presidente do EAEC

Falta uma semana para que seja dada a largada da 20ª edição do Erechim Rally Brasil, maior e mais importante prova de rali de velocidade do Brasil. Embora as dificuldades econômicas enfrentadas pelo Brasil, o presidente da entidade organizadora (Erechim Auto Esporte Cube – EAEC), Flávio Remor se mostra otimista com mais um grande evento em 2017.

“Na pior das hipóteses temos que sempre sermos otimistas e se não acreditarmos em nós mesmos, ninguém acreditará. Então, minhas expectativas, apesar de todas as dificuldades que estamos enfrentando, é que teremos uma ótima prova, com muita emoção e a adrenalina a flor da pele”, destaca Remor.

Para ele, o sucesso do Rally de Erechim deverá ser mantido pelo grande diferencial que o evento possui: “a nossa grande família do Rally. Os nossos sempre envolvidos voluntários,  que não medem esforços para que esta prova do campeonato sempre seja um sucesso, e é claro a diretoria do EAEC”.

 

Ainda segundo Flávio Remor, que sempre se cresce frente as dificuldades, se aprende muito em situações novas e principalmente precárias. “Estamos passando por um momento muito delicado, mas precisamos confiar que iremos alcançar nossos objetivos. Estou torcendo sim que o Rally de Erechim se fortaleça cada vez mais”, completa o presidente do EAEC.

 

O Rally de Erechim

A primeira edição do Erechim Rally Brasil foi disputada em 1998. Na época, apenas como uma etapa do Campeonato Brasileiro. Nos anos seguintes, a corrida foi ganhando cada vez maior grid até chegar a 2002 quando sediou pela primeira vez um evento internacional, a etapa brasileira do Campeonato Sul-americano.

De lá para cá, a prova cresceu e se transformou na mais importante do calendário nacional. Em 2006, foi eleita pela primeira vez a melhor etapa do Campeonato Sul-americano. Em 2015, atingiu pela primeira vez um público de 100 mil expectadores in loco, número repetido no ano seguinte.

Há anos recebe mais de 50 carros no grid de largada. Erechim também quebrou vários recordes de participação de equipes estrangeiras em provas de rali de velocidade no Brasil. Mais de 1.000 voluntários tem trabalhado anualmente na organização e execução dos trabalhos do evento.

 

O número de inscritos

► 74 equipes no total

► 29 equipes estrangeiras

► 45 equipes brasileiras

Equipes por países

► Paraguai: 17 equipes

► Uruguai: 6 equipes

► Argentina: 3 equipes

►Bolívia: 3 equipes

 

PRÉ-LISTA DE INSCRITOS DO RALLY ERECHIM

Categoria RC2 – 4×4

– Gustavo Saba/Fernando Mussano (PAR) – Skoda Fabia R5

– Marcos Ligato/Ruben Garcia (ARG) – Skoda Fabia R5

– Alexandre Figueiredo/Vinicius Zavierucka (BRA) – Citroen DS3 MR

– Didier Arias/Hector Nunes (PAR) – Skoda Fabia R5

– Blas Zapag/Enrique Frata (PAR) – Skoda Fabia R5

– Augusto Dágostini/Javier Montero (ARG) – VW Gol MR

– Geronimo Padilha/Nicolás Garcia (ARG) – Peugeot 208 MR

– Miki Zaldivar/Edgardo Galindo (PAR) – Skoda Fabia R5

– Rodrigo Zeballos/Sebastian Dotta Pardo (URU) – Peugeot 208 MR

Categoria RC2N – 4×4

– Happy Peredo/Fabricio Roca (BOL) – Mitsubishi Lancer

– Esteban Eid/Matias Aranguren (BOL) – Mitsubishi Lancer

– Enrique Pereira/Antonio Piñero (URU) – Mitsubishi Lancer

– Zuasnabar Alvariza/Claudio Bustos (URU) – Mitsubishi Lancer

– Luiz Facco/Felipe Costa (BRA) – Peugeot 207 XRC

– Juliano Sartori/Rafael Sartori (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Roberto Saba/José Ocampo (BOL) – Mitsubishi Lancer

– Claudio Rossi/Eduardo Tonial (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Agustin Zapag/Juan Bilbao (PAR) – Mitsubishi Lancer

– Enrique Zapag/Fabrizio Chiarini (PAR) – Mitsubishi Lancer

– Tiago Larrossa/Kaze Morales (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Ricardo Malucelli/Giovani Bordin (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Marco Malucelli/Vinicius Aziliero (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Paulo Nobre/Gabriel Morales (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Fabio Sinsem/Gilson Rocha (BRA) – Peugeot 207 XRC

– Carlos Costa/Diego Dias (PAR) – Mitsubishi Lancer

– Vitor Fischer/Sidinei Broering (BRA) – Mitsubishi Lancer

– Milton Pagliosa/André Pagliosa (BRA) – Mitsubishi Lancer

Categoria RC3 – 4×2

– Cassiano Pomiecisnki/Murilo Spironello (BRA) – Fiat Palio

– Miguel Zaldivar/Victor Aguilera (PAR) – Citroen DS3

– Carlos Frontera/Alberto Frontera (PAR) – Toyota Runx

– Vaner Bertoluzzi/Natasha Pedot (BRA) – Peugeot 206

– Mateus Cassol/Gabriel Cassol (BRA) – Peugeot 207

– Jorge Cresta/Daniel Petersen (PAR) – Toyota Corolla

– Marcos da Silva/Mateus Peruin (BRA) – VW Gol

Categoria RC4 – 4×2

– Fabricio Bianchini/Damon Alencar (BRA) – Peugeot 207

– Felipe Marra/Thiago Osternack (BRA) – Peugeot 207

– Luis Stedille/Armando Miranda (BRA) – Peugeot 207

– Miguel Bravo/Roberto Aguilera (PAR) – Honda Civic

– Wilfred Klassen/Gustavo Garcia (PAR) – Honda Civic

– Simon Ortin/Ricardo Fretes (PAR) – Ford Fiesta R2

– Luis Gomez/Raul Vallejos (PAR) – Honda Civic

– Nicolas Teera/Oscar Sellanes (URU) – Honda Civic

– Fernando Solimann/Felipe Solimann (BRA) – Peugeot 206

– Toninho Genoin/Maicol Souza (BRA) – Peugeot 207

– Diego Elizeche/Juan Bilbao (PAR) – Honda Civic

– Marcos Valandro/Dario Driessen (BRA) – VW Gol

– Emerson Cavassin/Rafael Frasson (BRA) – Peugeot 207

– Carminatti/Marco Marini (BRA) – GM Celta

– Leandro Brustolin/Gilson Yoshimura (BRA) – Renault Clio

– Felipe Mueller/Cesar Ramthum (BRA) – Peugeot 207

Categoria RC5 – 4×2

– Alexandro Damián/Ramiro Ayala Bueno (PAR) – Fiat Palio

– Luciano Cassol/Edgar Marsarotto Jr (BRA) – VW Gol

– Felix Bareiro/Jose Viñales (PAR) – VW Gol

– Sandro Supitz/Eduardo Ortolan (BRA) – VW Gol

– Jorge Maune/Stefan Aguilar (PAR) – Changan Eado

– Mauricio Jarozeski/João Remor (BRA) – Fiat Palio

– Erolf Schotten/Tony Matias (BRA) – Peugeot 206

– Edu Paula/Bruno Scarpeli (BRA) – VW Gol

– Michel Mueller/Luis Felipe Eckel (BRA) – Peugeot 207

– Eder Andreolio/Ernesto Minozzo (BRA) – Fiat Palio

– Luigi Flores/Federico Maggioni (URU) – Peugeot 207

– André Alegretti/Guilherme Trombini (BRA) – Fiat Palio

– Marcelo da Silva/Mauricio da Silva (BRA) – Fiat Palio

– Patricia Pita/Sebastián Gonzales (URU) – Ford KA

Categoria RCR – 4×2

– Cristiano Beus/Francli Luis Fusinatto (BRA) – Fiat Palio

– Bruno Andreya/Marcelo Menegatti (BRA) – Ford KA

 

SERVIÇO DO RALLY ERECHIM

O que: Erechim Rally Brasil

Onde: Erechim – RS (Brasil)

Quando: dias 18 a 21 de maio de 2017

Competições em disputa: Campeonatos Sul-americano, Brasileiro e Gaúcho de rali de velocidade

 

PROGRAMA DO RALLY ERECHIM

Quinta-feira – dia 18 de maio

7h30 – Abertura da Secretaria de Prova (Parque da Accie, margens das BRs 153 e 480)

8h30 – Início do reconhecimento das especiais, pelos competidores

Sexta-feira, dia 19 de maio

7h20 – Início do shakedown (treino final) – carros 4×4

9h13 – largada do Qualifying Stage – carros 4×4

11h – Início do shakedown (treino final) – carros 4×2

14h30 – Conferência de Imprensa (Pólo de Cultura, junto ao Parque da Accie)

19h – Largada do Super-Prime noturno (Parque da Accie, margens das BRs 153 e 480)

Sábado, dia 20 de maio

8h13 – Largada da Especial Linha Aurora 1 – 13,4 KM

8h46 – Largada da especial Vale Dourado 1 – 16,1 KM

9h24 – Largada da Especial Vale dos Parreirais 1 – 15,48 KM

11h35 – Largada da Especial Linha Aurora 2 – 13,4 KM

12h08 – Largada da especial Vale Dourado 2 – 16,1 KM

12h46 – Largada da Especial Vale dos Parreirais 2 – 15,48 KM

14hh34 – Largada do Super-prime (Parque da Accie) – 3,6 KM

Domingo, dia 21 de maio

8h18 – Largada da Especial Barão de Cotegipe 1 – 14,38 KM

8h41 – Largada da Especial Paulo Bento 1 – 13,41KM

10h32 – Largada da Especial Barão de Cotegipe 2 – 14,38 KM

10h55 – Largada da Especial Paulo Bento 2 – 13,41KM

11h28 – Largada da Especial Accie (Parque da Accie) – 3,6 KM

Pin It on Pinterest