Depois de subirem no pódio no último sábado (31/7) na abertura do Campeonato Brasileiro de Rally de Velocidade, em Araucária (PR), o piloto mineiro Victor Corrêa e o navegador Maicol Souza amargaram o abandono por problema mecânico na segunda etapa, que aconteceu domingo (01/8).

“Infelizmente quebramos numa etapa bem propícia para vencermos. Estávamos liderando, andando tranquilamente na frente. Vencemos a primeira Especial e estávamos aumentando a vantagem na segunda Especial, mas aconteceu, né”, comentou o campeão brasileiro da R5 de 2018 e 2020 Victor Corrêa.

395054_978631_victorcorrea_maicolsouza_2021_07_31_press_web_.jpeg

A segunda etapa do Brasileiro de Rally foi bem difícil e exigente, com trechos de alta velocidade e muitas curvas traiçoeiras, o que acabou gerando o abandono de muitas duplas. Tanto que, mesmo com a quebra, os representantes da Unifenas/RT One ficaram na quinta posição. “Fizemos uma descida a 180 km/h e quando fomos entrar a esquerda, no meio da curva a suspensão dianteira quebrou e fomos reto”, completou o navegador Maicol Souza. “Felizmente só tivemos danos materiais na frente do nosso carro”, concluiu. Na primeira etapa Corrêa/Souza terminaram em terceiro.

A segunda rodada dupla do Brasileiro de Rally de Velocidade será o Rally de Estação, nos dias 4 e 5 de setembro, em Estação (RS).

Resultado da 1ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally da categoria R5: 1) Luciano Fleck/Gilson Rocha, 50min42s8; 2) Evandro Carbonera/Juliano Gracioli, 51min00s7; 3) Victor Corrêa/Maicol Souza, 51min30s4; 4) Tiago Klimaczewski/Felipe Klimaczewski, 51min48s8; 5) André Krueger/Luis, 51min58s5; 6) Cláudio Sarginieski/Mateus Perin, 56min45s5.

Resultado da 2ª etapa do Campeonato Brasileiro de Rally da categoria R5: 1) Evandro Carbonera/Juliano Gracioli, 1h34min18s0; 2) André Krueger/Luis, 1h35min23s5; 3) Andrey Karpinksi/Murilo Hekave, 1h47min47s6; 4) Marcos Debien/Enrique Aquino, 1h48min57s5; 5) Victor Corrêa/Maicol Souza, NC; 6) Luciano Amérco/Márcio Ruckl, NC.